Aprenda a criar um gráfico de termômetro, que pode ser utilizado para visualizar o desempenho de equipes – inclusive quando elas superam as metas

A coluna anterior (Planilha com velocímetro)  mostrou um tutorial para a criação de um gráfico de velocímetro. Ele é muito bonito, mas tem uma limitação: é muito difícil manipular valores acima da meta. Agora, mostraremos como se cria um gráfico de termômetro, que é visualmente bonito como o de velocímetro, mas que pode trabalhar com valores acima da meta.

Primeiro, vamos imaginar uma planilha com algum tipo de métrica calculada. Em nosso exemplo, trabalharemos com uma meta de vendas – quanto maiores, melhor o indicador.

Imaginemos quatro categorias (ou quantas você quiser). O importante é notar que nessas categorias não incluímos o que superar a meta:

excel1

O valor também pode mudar. Você pode fazer as categorias como preferir. Em seguida, criaremos a base do gráfico. Um gráfico de termômetro pode ficar na horizontal ou na vertical. No tutorial, mostrarei na horizontal e, no final deste texto, mostro como ficaria na vertical.

Uma vez que ele ficará na horizontal, o gráfico base será de barras. Então, no Excel, vamos em Inserir/Gráfico. Na aba Tipos Padrão, use Barras, e à direita, nos subtipos, escolha o segundo deles:

excel2

Em seguida, clique em Avançar. Na aba Intervalo de Dados, apague o intervalo caso apareça alguma seqüência pré-determinada de valores. Vamos criar a linha base de nosso gráfico. Para isso, no campo Intervalo de Dados marque o intervalo onde os valores das categorias estão. No exemplo, são as células de A9 até A12. Na opção Séries, marque Linhas. Depois clique em Concluir.

excel3

Por enquanto, o gráfico ficará assim:

excel4
Para darmos um jeito nele, siga as seguintes etapas:

1)    Vá ao seletor de gráfico (se ele não estiver visível, vá em Exibir/Barra de Ferramentas/Gráfico):

excel5

2)    No menu de rolagem à esquerda (embaixo da palavra gráfico), selecione a opção Eixo das Categorias e, em seguida, clique sobre o botão a seu lado (parece uma mão sobre um papel – propriedades). Na aba Padrões, na opção Tipo da marca de escala principal, selecione nenhum.  Faça o mesmo com as opções Tipo de marca de escala secundária e Rótulos de marcas de escala. Clique em OK. Isso fará desaparecer o número 1 do gráfico.

3)    Novamente no menu de rolagem, selecione agora a opção Série1 (ou Sequência1, dependendo da sua versão do Excel) e clique sobre o botão de propriedades (Formatar Série de Dados). Vá à aba Padrões. Na opção Borda, coloque nenhum e em Área formate-o para vermelho (dica: no botão efeitos de preenchimento, você pode aplicar degrades e outros formatos de cores). Agora, na aba Opções, coloque na propriedade Largura do Espaçamento o valor zero. Selecione OK e faça o mesmo com as outras 3 séries, colorindo-as como preferir (lembre-se apenas de que os valores mais à esquerda são piores em relação à direita).

4)    Agora, selecione a legenda e apague-a. Faça o mesmo com as linhas de grade (se quiser, faça isto pela lista suspensa, selecionando e o apagando). Veja como ficou o exemplo:

excel6

5)    Agora, redimensione o gráfico para ele ficar mais retangular. Reduza sua altura a aumente a largura.

6)    Selecione a Área de Plotagem e vá em suas propriedades. Na aba Padrões, marque Nenhum em Borda. Em Área, formate-a para um verde mais escuro do que o usado antes.

excel7

7)    Selecione agora no menu e rolagem a opção Eixo dos Valores e vá em suas propriedades (o botão com a “mãozinha”). Na guia Escala, coloque em Máximo um valor bem maior do que o limite de ótimo da planilha. Em meu exemplo, usarei 5000 (desta forma você poderá trabalhar com valores acima da meta – usar um número bem alto evita que você precise alterá-lo depois, caso a meta seja superada – e muito). Agora, na aba Fonte, ajuste seu tamanho e desmarque a opção AutoEscala (assim ela não muda de tamanho caso você mude o tamanho do gráfico). Dê OK.

Com estes procedimentos, terminamos de montar a base do gráfico. Falta apenas colocar a barra com os valores de vendas já obtidas. Vamos às etapas:

1)    Copie a célula com o valor das vendas obtido (no nosso caso, a célula B5);

2)    Clique sobre o gráfico (em qualquer lugar) e cole. Deverá aparecer em seu gráfico uma barra totalmente fora do contexto;

3)    Na lista suspensa, selecione a chamada Série 5 (ou Seqüência 5) e abra suas propriedades. Na aba Padrões, escolha a cor da borda e área que preferir. Na aba Eixo, marque a opção eixo Secundário (é isso que irá corrigir o formato do gráfico).  Na aba Opções, coloque na opção largura do espaçamento o valor de 70. Dê OK. O gráfico deve parecer como este:

excel8

4)    Precisamos corrigir a escala deste segundo eixo (que aparece na parte superior do gráfico). Selecione na lista suspensa a opção Eixo Secundário e abra suas propriedades. Em Padrões, Tipo de marca de escala principal, Tipo de marca de escala secundária e em Rótulos de marca de escala, selecione sempre nenhuma. Na aba Escala, coloque em Máximo o mesmo valor usado no outro eixo (no nosso exemplo, 5000 – isto é importantíssimo, pois é assim que conseguiremos alinhar o gráfico corretamente). Na aba Rótulo de Dados marque Valor (ou Mostrar Valor). Dê OK.

5)    Selecione agora o Rótulo de dados na lista suspensa e em suas propriedades, na aba Fonte, desmarque a AutoEscala e coloque o tamanho que julgar mais conveniente. Na aba Alinhamento, coloque em posição do rótulo a opção Extremidade Interna. Dê OK:

excel9

Depois disso, basta ir alterando os valores e verificar o funcionamento do gráfico. Abaixo, veja como ficaria na vertical (siga o mesmo tutorial, mas use um gráfico de colunas ao invés de barras):

 

Fonte: http://pcworld.com.br