São Paulo — Steve Ballmer e sua equipe apresentaram, nesta tarde, a nova versão do pacote de aplicativos para escritórios Office. A Microsoft fez uma reforma radical no software, que passa a ser oferecido como uma combinação de serviço na nuvem com aplicativos locais.

O novo Office foi projetado para funcionar em PCs com teclado e mouse, tablets e smartphones. E vai permitir que o usuário alterne entre vários dispositivos e encontre o mesmo ambiente de trabalho em todos eles. Ele deve ser lançado junto com o Windows 8, em algum momento entre agosto e outubro. Mas quem quiser já pode experimentar uma versão preliminar. Confira as principais novidades do pacote.

1 Tudo na nuvem
ADVERTISEMENT
O novo Office não será vendido em caixas como o atual. Em vez disso, os aplicativos serão baixados da nuvem. O usuário vai pagar uma assinatura para usá-lo. Na configuração padrão, os documentos serão guardados no SkyDrive, o serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft. Assim, estarão disponíveis em qualquer lugar onde haja acesso à internet. Uma cópia do documento armazenada localmente vai permitir o acesso quando não houver conexão.

2 Dispositivos variados

Uma assinatura do novo Office dará o direito ao uso do software em até cinco PCs ou Macs e em dispositivos móveis. Em qualquer um deles, o usuário terá acesso às suas configurações pessoais, dicionários e templates, que são sincronizados via nuvem. Ele vai poder, também, baixar o software para uso temporário em qualquer PC quando estiver fora de casa ou do escritório. É o que a Microsoft chama de Office on Demand.

3 Sensível ao toque

O Office teve sua interface refeita para responder melhor a comandos por toque. Ficou mais fácil mover objetos e acionar o zoom com os dedos, como em outros apps para tablets. A faixa de opções, que agrupa os comandos no Office 2010 e no 2007, passa a ficar oculta. Tocando (ou clicando) no alto da tela, ela aparece.

4 Aplicativos

Fazem parte do pacote completo os aplicativos Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access. O Office Home and Student 2013, que deve ser a edição mais barata, vai incluir Word, Excel, PowerPoint e OneNote. Essa edição virá pré-instalada em tablets com o Windows RT (versão reduzida do Windows 8 para tablets com processador ARM), como o Microsoft Surface.

5 Excel

Há alguns recursos novos no Office, mas a maior parte das mudanças funcionais vai no sentido de automatizar operações ou torná-las mais fáceis. No Excel, por exemplo, quando se seleciona um grupo de dados na planilha, o aplicativo pode sugerir o tipo de gráfico mais adequado para representá-lo. Ao criar uma tabela dinâmica, em vez de ficar ajustando configurações, o usuário escolhe entre vários layouts propostos pelo Excel.
6 Word

O processador de textos passa a contar com um modo de leitura em que a tela adquire um aspecto mais limpo. No caso de textos longos, o Word marca a página onde a leitura foi interrompida. E há, ainda, um recurso de zoom para gráficos e fotos. Ao tocar num objeto desse tipo, uma versão ampliada é exibida. Clicando novamente, a imagem volta ao tamanho original. Quando se desloca ou redimensiona uma foto, tabela ou gráfico, o texto se distribui automaticamente pelo espaço restante na página.

7 PowerPoint

O editor de apresentações ganhou um modo do apresentador, em que o palestrante enxerga o próximo slide a ser exibido e pode fazer anotações sem que a plateia veja. Na nova versão, também há uma função de zoom que pode ser usada para destacar uma parte do slide durante a apresentação. Além disso, o aplicativo passa a ter ferramentas para mesclar e alinhar formas geométricas.

8 OneNote

O app de anotações OneNote foi refeito especificamente para o Windows 8. Nesse sistema operacional, um novo menu de contexto circular é usado para aplicar formatação aos textos.

9 Outlook

O aplicativo de e-mail do Office nunca foi uma unanimidade. Alguns usuários simplesmente o odeiam. Para eles, a má notícia é que a edição 2013 traz poucas novidades funcionais. Uma delas é o gerenciador de contatos People Card, integrado a redes sociais. Também ficou mais fácil consultar o calendário de alguém antes de marcar uma reunião. E há alguns novos itens discutíveis, como uma área que exibe a previsão do tempo no aplicativo.

10 Caneta

O Office 2013 suporta anotações feitas com caneta na tela sensível ao toque. Anotações manuscritas podem ser convertidas em texto digital. Dependendo do aplicativo, a caneta também pode ser usada para apagar, desenhar e colorir. Nas apresentações com o PowerPoint, ela funciona como uma espécie de apontador a laser virtual.

11 Redes sociais e Skype

O Office 2013 traz um novo gerenciador de contatos chamado People Card. Ele trabalha integrado ao Facebook e ao LinkedIn. O Skype também está integrado ao novo Office. Cada assinatura dá direito a 60 minutos por mês de ligações telefônicas. Isso vale para telefones fixos em 40 países e para celulares em sete.

Nas empresas, os contatos do Skype se integram aos do Lync, o mensageiro corporativo da Microsoft. Além disso, o Yammer, serviço que a Microsoft comprou, é oferecido como opção para empresas montarem redes sociais privativas.

12 Assinaturas

A Microsoft não informou quanto vai custar o novo Office. Mas Steve Ballmer divulgou três novos planos do Office 365, a atual versão online do pacote, que serão atualizados com o Office 2013. Os novos planos são estes:

Home Premium — Para famílias, vai incluir 20 gigabytes de espaço de armazenamento no SkyDrive e 60 minutos de ligações telefônicas via Skype por mês.

Small Business Premium — A edição para pequenas empresas vai incluir um serviço de e-mail empresarial, calendários compartilhados, ferramentas para sites e videoconferência em alta definição.

ProPlus —Projetada para grandes empresas, tem opções mais flexíveis para distribuição e gerenciamento na nuvem.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br